sábado, 7 de janeiro de 2017

Alírio Netto: Mostrando Seu Talento e Outras Faces


A quantidade de grandes vocalistas que despontam aqui no Brasil é quase um fenômeno, e ano após ano, grandes revelações dão as caras com inovações e talento, mostrando domínio e conhecimento da técnica vocal. E é difícil, nos dias de hoje, apontar quem é o melhor vocalista de Heavy Metal aqui no Brasil, pois cada um mostra versatilidade e maneira de cantar de acordo com a personalidade do artista, e também na qual o mesmo se sente confortável. Recebendo elogios não só pelo seu timbre de voz, mas também pelas atuações no teatro brasileiro (musicais como Jesus Cristo Superstar e We Will Rock You), um dos grandes destaques nos últimos anos é Alírio Netto, que acaba de lançar seu primeiro disco solo, “João de Deus”.

Não alcançando a meta esperada pela campanha que foi feita por crowdfunding, o disco chega, enfim, pela TRM Records, um dos primeiros lançamentos da mais nova gravadora de Heavy Metal do país, mas neste disco, em especial, não há sombras de Heavy Metal. Quem acompanhou o passo a passo das novidades deste trabalho, pôde notar que o Alírio quis experimentar coisas novas, entre elas as músicas serem cantadas em português, deixando de lado as suas influências que teve com o Khallice e o Age Of Artemis, aventurando-se num caminho mais contemporâneo, experimentando nuances que flertam do Pop à música brasileira, tornando-se acessível para todos, e também para o ouvinte de Heavy Metal que possua cabeça aberta.

A produção foi de Edu Falaschi (ex-Angra e Almah), parceria que já dura desde o primeiro trabalho do Age Of Artemis, tendo a participação do mesmo em algumas composições e arranjos também. E a sonoridade é bem cristalina, soando atual e transparente, com ótima mixagem e masterização pelo Tito Falaschi, que também executa o instrumental em quase todas as músicas, exceto o baixo, gravado pelo Felipe Andreoli (Angra). A ilustração é marcada pelo Danilo Facchini, encabeçado pela foto da Priscila Tessarani, abreviando a atmosfera transmitida pelo álbum, ou seja, algo bem intimista e com simplicidade.

Ouvindo o disco atentamente, percebemos o real motivo do por que o Alírio Netto é uma das melhores vozes do Brasil atualmente, possuindo uma timbragem de voz que se encaixa em qualquer território musical, mostrando que é capaz de ser dinâmico e integro. E o vocalista teve ao seu lado um time de peso, que além de contar com as colaborações de Edu Falaschi, Tito Falaschi e Felipe Andreoli, teve também as participações do guitarrista Marcelo Barbosa (Almah/Angra), o pianista Tiago Mineiro e do saxofonista Milton Guedes.

Principiando o primeiro destaque, “Viver (One Love)” prioriza os arranjos mais limpos e melodias folclóricas, possuindo um refrão cativante cantado em inglês; a faixa-título, “João de Deus”, dá mais atenção ao instrumental cheio de ritmo, arcando elementos mais Pop e até do progressivo, evidenciando os riffs limpos e o solo instigante do Marcelo Barbosa; A balada “De Sol a Sol” é daquelas de colocar no ‘repeat’, e já toca o coração com melodias sensíveis e singelas, terminando com um emocionante solo; “Tantas Coisas” mesclam caminhos mais Rock N’ Roll e clássico, dentro de uma linguagem mais presente, diluindo harmonia e força na voz do Alírio, chegando a surpreender quando prolífica o refrão; “Retrato” emite linhas mais dramáticas, ficando evidente nos pianos de Tiago Mineiro. E Alírio dá um show de interpretação, exibindo o seu lado mais teatral através da música.


“Segredos” é bastante conhecida, só que como “Take Me Home”, presente no álbum “Overcoming Limits”, do Age Of Artemis, ganhando uma versão mais sintética e cantada em português, além de requintadas sessões acústicas. “Nada Mais Importa” tem seu jeitão ‘main-stream’, que empolga com a mistura de Pop Rock, MPB e Soul Music, deixando a música ainda mais pra cima com o saxofone do grande Milton Guedes. De bônus, “Your Smile”, única faixa em inglês, com um certo compasso de música folclórica brasileira, esmerada pela viola caipira e alguns instrumentos percussivos, perfeita pra ouvir num dia calmo à natureza.

Que “João De Deus” seja ouvido, e se perpetue, e seja nos palcos ou no teatro, alavanque a carreira desse grande vocalista, o qual prova que é capaz de despontar em qualquer praça pela sua voz, que inclusive chamou a atenção de mídias e artistas fora do circuíto Metal.
Tenham a cabeça aberta, e podem ouvir numa boa!

Texto: Gabriel Arruda
Edição/Revisão: Carlos Garcia
Fotos: Divulgação (Priscila Tessarani)

Ficha Técnica
Banda: Alírio Netto
Álbum: João De Deus
Ano: 2016
Estilo: Pop Rock
Gravadora: TRM Records
Assessoria de Imprensa: TRM Press


Track-List
01. Viver (One Love)
02. João De Deus
03. De Sol a Sol
04. O Palhaço
05. Tantas Coisas
06. Retrato
07. Segredos
08. Nada Mais Importa
09. YourSmile (BonusTrack)

Contatos

Um comentário:

Dener Ariani/House of Bootleg disse...

Salve Gabriel.
Como é bom ter você no atual momento da cena.
Mais uma super resenha